Entre os dias 21 e 27 de agosto é comemorada a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Essas datas foram instituídas pela Lei nº 13.585/2.017, que visa o desenvolvimento e divulgação de conteúdos para conscientizar a sociedade sobre as necessidades de se organizar socialmente em busca de políticas públicas para promover a inclusão das pessoas com deficiência e para combater o preconceito e a discriminação.

“Protagonismo Empodera e Concretiza a Inclusão Social” é o tema da campanha para este ano de 2020, definido pela Federação Nacional das Apaes (Fenapaes) com o intuito de fomentar o debate e as ações estratégicas voltadas para o destaque da visibilidade e do papel da pessoa com deficiência intelectual e múltipla na sociedade, assim também como sua efetiva inclusão social.

A semana apresenta o importante papel de valorizar as pessoas com deficiência como cidadãos e reforçar a atuação na sociedade, nas agendas das políticas públicas, na assistência social, na educação, na saúde e em todos os setores.

Deficiência Intelectual e Múltipla

Pessoas com deficiência intelectual ou cognitiva costumam apresentar dificuldades para resolver problemas, compreender ideias abstratas, estabelecer relações sociais, compreender e obedecer a regras, e realizar atividades cotidianas – como, por exemplo, as ações de autocuidado.

A capacidade de argumentação dessas pessoas também pode ser afetada e precisa ser devidamente estimulada para facilitar o processo de inclusão e de adquisição de independência em suas relações com o mundo.

As pessoas portadoras de deficiência múltipla são aquelas afetadas em duas ou mais áreas, caracterizando uma associação entre diferentes deficiências, com possibilidades bastante amplas de combinações. Um exemplo seriam as pessoas que têm deficiência mental e física.

Deficiência Intelectual

O conceito de deficiência intelectual adotado atualmente foi instituído pela American Association on Intelectual and Developmental Disabilities (AAIDD) como “Incapacidade caracterizada por limitações significativas no funcionamento intelectual e no comportamento adaptativo e está expresso nas habilidades práticas, sociais e conceituais, originando-se antes dos dezoito anos de idade”.

Deficiencia múltipla

É a expressão adotada para designar pessoas que têm mais de uma deficiência. É uma condição heterogênea que identifica diferentes grupos de pessoas revelando associações diversas de deficiências que afetam, mais ou menos intensamente, o funcionamento individual e o relacionamento social.

Fonte: Biblioteca Virtual em Saúde

Ministério da saúde