Neste dia da consciência negra, a ONG Nosso Olhar faz uma homenagem ao Nathaniel, um jovem de 16 anos com síndrome de Down, que foi morto em uma ação policial em Joanesburgo, na África do Sul, em agosto deste ano. Ele caminhava perto de sua casa quando foi abordado por policiais. Naquele mês muitas manifestações aconteciam em sua vizinhança. Infelizmente, ao ser abordado, ele se assustou e não conseguiu se comunicar, e foi morto a tiros. O caso teve repercussão mundial e foi noticiado pelo jornal O Estado de São Paulo, em setembro. 

Sabemos que essa situação não é isolada e acontece todos os dias no Brasil. Os casos de homicídio de pessoas negras aumentaram 11,5% em uma década, de acordo com o Atlas da Violência de 2020. Esse aumento da violência serve como alerta para debatermos a importância do combate ao racismo em todos os setores, inclusive nas instituições públicas.

Esse combate deve ser feito por todos, por isso convidamos jovens com síndrome de Down para falarem sobre o assunto, destacamos um trecho de cada fala para ressaltar que as pessoas com deficiência intelectual devem participar de todas as decisões, ações e debates que dizem respeito à sociedade que vivem.  

Para acessar a matéria sobre o jovem Nathaniel clique em: https://brasil.estadao.com.br/blogs/vencer-limites/assassinato-de-jovem-com-deficiencia-pela-policia-na-africa-do-sul-tem-repercussao-mundial/