Um Instituto que trabalha com desenvolvimento humano e educação

O encontro com os profissionais do Instituto Aplicado ao Desenvolvimento Humano Educação e Cultura (IADHEC) se deu a partir de uma conversa entre a fundadora da ONG Nosso Olhar, Thaissa Alvarenga, a responsável pela comunicação, Maira Cardoso e a educadora e terapeuta Flávia Tavares, uma das coordenadoras da instituição. Elas se conheceram e, ao longo de um bate-papo, Flávia contou sobre o trabalho no IADHEC, Instituto Aplicado ao Desenvolvimento Humano Educação e Cultura. Esse Projeto educacional nasceu há 27 anos e atualmente é uma associação que realiza ações e trabalha com diversos projetos educacionais, culturais, esportivos e terapêuticos para crianças, jovens e adultos com deficiência, mobilidade reduzida, transtornos no desenvolvimento, patologias crônicas ou em condições semelhantes.

Adultos estudando

Fomos muito bem recebidas por todos e tivemos a oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido em duas salas. Na primeira, a professora contava uma história a seus alunos com o apoio dos símbolos da comunicação suplementar alternativa. Outro recurso utilizado na aula foi a música. Cada um a seu modo, expressava seus sentimentos. Nos detalhes da interação professor-aluno é que percebemos a atenção às particularidades e o respeito ao ritmo dos alunos.

Na outra sala, composta por adultos, o professor Rodrigo Scarpelli dava aula de “Contos Mitológicos”. Os alunos discutiam temas históricos como forma de se prepararem para fazer um jogo teatral com os conteúdos estudados.   Nos receberam, se apresentaram cada um de sua forma, falaram os nomes, contaram alguns fatos e explicaram o que estavam fazendo. Ninguém ficou de fora, os mais tímidos receberam incentivo da turma toda.

Ao final da visita, conhecemos Sandra Ferrini, gestora do IADHEC. Ela contou um pouco sobre os objetivos da instituição e como as propostas de trabalho são desenvolvidas pela equipe de profissionais multidisciplinares. O IADHEC oferece:  escolaridade, oficinas culturais e pedagógicas, cursos, projetos culturais e esportivos, espaço terapêutico (Terapia Alfacorporal, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, Psicopedagogia, Comunicação Alternativa e outras áreas) além de desenvolver pesquisas. Segundo ela, as pessoas são incentivadas a combater os preconceitos através da construção de maior independência. Os alunos apresentam, produzem e vivenciam experiências por meio de atividades que estimulam o ganho de um repertório cultural.

Aprendizagem

 

Para desenvolver essa proposta, os profissionais do IADHEC observam as possibilidades de cada indivíduo e elaboram um plano considerando as suas particularidades cognitivas e afetivas. A técnica ou a intervenção é aplicada visando contribuir para o processo de desenvolvimento de cada pessoa atendida. Com um trabalho sério e preocupado com o indivíduo, o IADHEC busca promover um processo de inclusão real, considerando o desenvolvimento das potencialidades de cada um, a fim de abrir novas possibilidades e olhares.